terça-feira, novembro 02, 2010

O verbete:

procrastinar v. tr. v. intr.

procrastinar - Conjugar
(latim procrastino, -are)
v. tr.
1. Deixar para depois. = adiar, postergar, protrair ≠ antecipar
v. intr.
2. Usar de delongas. = delongar, demorar, postergar ≠ abreviar, acelerar, despachar-se

Procrastinando o discurso coeso!!!

Procrastinar...


Ontem, no grupo virtual (quase fórum) de um certo curso de graduação do qual participo... a palavra da noite (by Micha) foi "procrastinar"... a própria Michelle surgiu com uma inscrição no msn - os espinhos da Ead - e enfim, nosso grupo de desesperadas (no momento a predominância era feminina) anti-matemática (deveria ser prol?), debateu conceitos diversos e a nossa posição (altamente disciplinar) como "acadêmicas dessa modalidade de ensino"...
A questão é que, num grupo de discussão (como o nosso), se discute tudo, menos a matéria em si!!
Hoje, no último dia de folga deliberada... deixei para fazer TUDO... para variar... e a Carina... uma procrastinadora inata (não era até estudarmos juntas entre 2004 e 2006... eu não me isento de parte da culpa! rs) e colega da pós... me passa as pérolas discursivas de uma " não procrastinadora da verborragia"... e eu, a procrastinadora mór, venho aqui para compartilhar tanta "ciência" (minha e alheia)...

"RECADO" (momento Avril - fazer o quê?! - totalmente "recortado")...


Continue Aguentando
(Keep Holding On)



Você não está sozinho
Estarei ao seu lado
Você sabe que segurarei sua mão
Quando parecer ser o fim
e não tiver para onde ir
Você sabe que não desistirei...

Continue aguentando
Porque você sabe
que conseguiremos,
Apenas seja forte
Pois você sabe que estou por aqui,
Estou aqui (por você)...

Não há nada que possa dizer
Nada que possa fazer
Não há outro jeito
em se tratando da verdade
Então continue aguentando...

Tão longe
Eu gostaria que estivesse aqui
Antes que seja tarde demais
Isso tudo poderá desaparecer
Antes que as portas se fechem
E chegue ao fim...

Continue aguentando
Porque você sabe
que conseguiremos,
conseguiremos...

Escute quando eu digo
Quando digo que acredito
Nada irá mudar...

Nada irá mudar,
O destino
O que quer que seja
Nós resolveremos perfeitamente...

Não há nada que possa dizer
(nada que possa dizer)
Nada que possa fazer
(nada que possa fazer)
Não há outro jeito
em se tratando da verdade...

Então continue aguentando
(continue aguentando)
Porque você sabe
que conseguiremos...
Nós conseguiremos!!!

segunda-feira, novembro 01, 2010

O que é cult?


Numa madrugada recente sapeando por canais parei nesse (amo esse gato!) e estava passando o filme Um sonho, dois amores (The thing called love), um dos muitos que vi nos anos 80 e embora ache meio complicado isso de definir o que é Cult... como uma série de outras definições, acho essa bem subjetiva... uma coisa pode ser cult para você e não ser para mim, ser numa região/tribo e não ser em outras e assim por diante...
Estranhei o filme ser considerado como tal, mas de uma coisa tenha certeza, o River Phoenix era cult (para mim e tantas outras...rs) ... tava agorinha falando de perfis... e ele tinha "meu perfil"... era moderno, mas contido... do tipo blasé... com uma beleza pouco convencional... olhos lindos... sombrancelhas (permanentemente) franzidas... uma voz interessante... e cabelos indomáveis...

Possibilidade... (Os trechos que me interessam...)

Há uma possibilidade,
Há uma possibilidade,
Tudo o que eu tinha era tudo
o que eu vou conseguir.

Há uma possibilidade,
Há uma possibilidade,
Tudo o que eu vou conseguir
vai ser seu também
Tudo o que eu vou conseguir
vai ser seu também.

Então me avise quando você ouvir...
Você é o único que conhece
Me avise quando ouvir meu silêncio
Há uma possibilidade de eu não saber
Me avise quando ouvir meu silêncio
Há uma possibilidade de eu não saber.

Então me avise quando meu silêncio terminar
Você é o motivo pelo qual me fechei
Então me avise quando me ouvir caindo
Há uma possibilidade de isso não se mostrar...

(Possibility - Lykke Li)

O penúltimo mês...


Como estou sempre no centro de maracutaias alheias para que eu corresponda ao ideal de felicidade implantado por alguns dos meus conhecidos... quando vejo filmes com encontros as escuras... sempre me sinto mal pelos protagonistas (Tinha que ser você é um filme para te deixar na m... por isso e um pouco mais!)...
Não acho que eu não tenha competência para fazer escolhas, apenas não vejo, dentre as escolhas possíveis, algo compatível (ou meramente interessante!)...
Meu perfil está traçado e eu NÃO TENHO por que esperar menos... sem contar que "o não esperar" é sempre a melhor estratégia, porque quando acontece de algo surgir no seu caminho... você acaba se surpreendendo... e qualquer surpresa é positiva... quando não há expectativas a serem frustradas!
Fui surpreendida por um certo frio estomacal (que sempre ocorria diante do novo e inesperado - do agradavelmente inusitado - mas vem rareando conforme tudo deixa de ser "novo"!)... e me assustei pela sensação ainda ser permitida (vai que é algo "esgotável" e  já tive a minha cota!!!) ... diante do inesperado recente, acabei recordando que muitos dos "frios" que senti pela vida afora estavam associados ao penúltimo mês do ano (inclusive os não tão agradáveis!)...